Total de visualizações de página

terça-feira, 8 de maio de 2012

A República Velha do Brasil/ Questão social ainda é caso de policia

Flagrantes de uma política social

publicado em 23 de janeiro de 2012 às 19:11




















imagens/UOL
No alto, a Polícia Militar pratica a política social dos tucanos em São Paulo (foto Fernando Donasci); foi assim na USP, na cracolândia e, agora, em São José dos Campos, na reintegração de posse do terreno ocupado pelo bairro Pinheirinho. Não há nenhum motivo para que a política social de um governo seja entregue, ainda que por inércia ou incompetência, a policiais.
Abaixo, Claudineide da Silva, que sofre de câncer de mama, é acomodada em um colchão depois de passar a noite em uma cadeira de rodas (foto Rodrigo Paiva).
É incrível que 70 anos tenham se passado e a questão social, no Brasil, continue sendo caso de polícia:
“Questão social é caso de polícia.” Assim o ex-presidente brasileiro Washington Luís resumiu a postura que adotava contra os incipientes movimentos sociais que incomodavam seu governo, de 1926 a 1930. Passados mais de 70 anos do célebre disparate, o que vemos é que grande parte da imprensa brasileira ainda pensa tal qual o proeminente ícone da República Velha.http://www.viomundo.com.br/opiniao-do-blog/flagrantes-de-uma-politica-social.html

sábado, 5 de maio de 2012

Pessoas de 70 anos, mulheres idosas dormindo na rua?


-->
Passei pelo terminal de ônibus de Santo André 1 hora atrás, tem umas 3 pessoas que eu já vi dormindo por ali, isto já faz algum tempo. Tem uma passagem subterrânea que liga a CPTM, trem e o terminal, hoje quando passei tinha uma destas pessoas dormindo, uma senhora de aproximadamente 70 anos e um rapaz que parecia ser funcionário, ou da CPTM ou do terminal, chamando a mulher dizendo que ela não podia ficar ali. Vendo a cena pensei;  no momento este deve ser o único lugar que ela deve ter encontrado pra tentar sentir menos frio, se ela segue por ali é porque não tem coisa melhor , não deve ter família amigos, nada. Neste momento da sua vida pelo menos ela não deveria ter este problema de onde dormir, porque como ouvi o que dizia o rapaz, que ela não podia dormir no local; o túnel que liga a passagem das pessoas que descem do trem vindas de SP, então ela teria que ficar circulando. Falar na falência do Estado num caso deste é besteira, porque um país que fracassou em ter um plano para pessoas que por algum motivo vão chegar a este ponto, uma mulher de 70 anos ter que perambular pela cidade atrás de comida e um canto pra dormir enquanto um político ganha mais de  $20.000, pra mim o Estado nem existe, é uma grande farsa. Leva pra sua casa, alguém normalmente vai falar pra mim e eu vou dizer; não... primeiro que também estou correndo pra sobreviver em SP e segundo que independente do que esta pessoa escolheu e talvez algo deu errado na sua vida, esta é mais uma obrigação do Estado, de amparar uma pessoa sem teto. Também podem dizer que o serviço de resgate que a prefeitura deve ter, não conseguiu levar esta pessoa que não quer perder a sua “liberdade” e aí vem outra questão: Será que o lugar destinado pra estas pessoas tem vagas suficientes e ela nesta idade terá uma boa vida, com liberdade? Ou uma pessoa com mais de 60 anos, que não tem nada, também não tem o direito de viver como todas as pessoas, com o apoio do Estado? Poder dormir tranquila, comer bem, poder sair, voltar, ter amigos, visitas, não estou nem questionando os locais que as prefeituras devem ter pra resgatar estas pessoas, mas com tanto dinheiro mal distribuído, até hoje não existe um serviço que vá mais além do que dar a comida e um abrigo pra alguns dias?
Também não estou questionando o serviço do funcionário que dizia pra idosa se retirar do lugar , eu não conheço o seu trabalho, o seu chefe, eu não sei se a questão é só se livrar de um problema ou de trabalhar junto aos órgãos competentes pra melhorar tudo isto.Agora pelo menos já que tudo deu errado,estou escrevendo porque ainda existem muitas organizações que ajudam pessoas com este tipo de problema e se você ler isto e conhecer alguma ou um canal de TV que possa fazer uma matéria seria sobre o assunto, talvez você vai estar ajudando a melhorar um pouco a vida deste pessoal.
Estas 3 pessoas que vi hoje, 3 mulheres na faixa de 70 anos estavam no terminal   do centro de Santo André, na parte de onde sai o ônibus Vila Luzita, o terminal é dividido em duas zonas, e acredito que amanhã lá pelas 24 hs vão estar por lá tentando dormir de "novo".
Vanderlei Prado