Total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de dezembro de 2015

Crise no Brasil? Uatz porra iz Diz???



Faz um tempo que não escrevo no blog, mas hoje me passou algo na cabeça quando perdi um pouco de tempo pra pegar um pedaço de árvore,tronco e começar a fazer ele virar uma mesa rustica no meu quintal.
Este tronco estava caído a duas quadras da minha casa,  foi atingido por um raio. No dia que arrastei ele, rolando até minha casa, o pessoal me olhava estranho, alguns davam palpites,como um cidadão que  disse que aquela madeira não valia nada que eu devia deixar o tronco ali, ele também me perguntou o que eu ia fazer o que respondi que nem eu sabia mas de uma maneira até educada disse pra ele não ter esta preocupação com o que eu ia ou não fazer com aquilo...Tem duas coisas interessantes sobre isto: pessoas são negativas e se você entrar na delas vai desistir sempre e pessoas se preocupam mais com o que você esta ou não fazendo que com elas mesmas...Portanto melhor é sempre desconsiderar ideias que não vão te ajudar,
Já passou mais de um ano e eu pensava em fazer uma mesa com o tronco mas fui ver o preço de um protetor para a madeira, algo para proteger do tempo e estava muito caro então este tronco ficou no quintal pegando chuva e sol e começou a estragar um pouco, mas ainda assim esta bom e deve durar uns tempos. fiz um buraco no cimento e chumbei ele,agora só falta a base da mesa que devo conseguir com mais alguma árvore caída.
Em São paulo já estão fazendo isto e com pessoas que entendem do assunto,madeiras de arvores caídas estão virando bancos de praças e tudo mais, o resultado é arte, economia e praticidade...sem falar no aproveitamento da lenha para fornos, eu pretendo construir um pra queimar cerâmica e já tenho bastante energia armazenada, quando começar a usar e acabar é só dar uma volta pelas ruas, olhar as caçambas,esperar as podas de arvores.
Este foi mais um ano difícil, mas na verdade o que é um ano senão que apenas uma convenção, uma medida pra gente ficar batendo cabeça e tentando enquadrar as coisas de uma maneira favorável e quando isto não acontece vem a frustração e as promessas de conseguir no próximo, enquanto o agora que é a hora de fazer algo pra melhorar...A cada minuto.
Este ano foi meio trágico e engraçado com parte do povo com medo de pessoas de vermelho e berrando contra o que pensam ser comunista, socialista, enquanto que comunismo nem na Rússia existe mais de certa maneira,Cuba também esta abrindo a sua economia. Pessoas ricas terem medo de um governo socializar um pouco ,distribuir um pouco a riqueza do país é compreensível porque muitos vivem do suor do trabalho escravo”, os escravos modernos, mal ou bem remunerados,,,agora pobre com medo de comunismo, se existisse, é a piada do ano.
Este tronco que vai virar uma mesa vem de uma arvore que caiu, a massa que fiz pra chumbar no cimento foi feita com cimento que caiu de um caminhão e sobrou meio saco no chão, eu peguei e estava guardado num canto, a areia veio de um grande resto de uma construção do meu lado que dispensaram assim como o cal...quando se fala que este país é muito rico é a pura verdade porque você acha quase tudo no lixo e mesmo numa megalópole como São Paulo ainda tem muita área verde que daria pra sustentar toda população se este recurso fosse usado.
O que eu penso disto tudo é que não há crise alguma e sim existe uma crise politica, uma crise de valores, e uma crise do sistema financeiro ou mais uma invenção de crise que depois de adotada pela mídia, alguns políticos, vira realidade, toma forma e chega ao povo,comercio e industrias.
A saída é reconstruir uma civilização que pense, com escolas que ensinem a pensar,duvidar, criar, ver e não robôs ou escravos somente para servir a uma casta dominante no planeta.
É...a gente tem alguma chance ainda, pelo menos a natureza mostra isto todo o tempo, mas pena que a maioria tá plugada 25 horas por dia. Tem uma piada que se a gente fizer uma adaptação pra estes tempos ela vai ficar mais ou menos assim: Um pescador levava um grupo de pessoas de um lado pra outro do rio quando uma delas perguntou  se sabia algo de Internet, Facebook,se tinha celular e tantos os outros aparelhos e aplicativos etc o pescador na sua simplicidade respondeu que não tinha e não entendia nada daquilo...Então o pescador fez uma pergunta; Você sabe nadar? Não respondeu a pessoa,então ele disse: É que este barco esta afundando e vamos ter que pular na água...

Banco feito com arvore caida no Parque Trianon São paulo











 
 Tronco virando mesa
















Agora é só esperar por mais um pedaço de  arvore para fazer a mesa e o acabamento final

quinta-feira, 12 de março de 2015

Andando pela cidade de São Paulo


Você pode cruzar a sua cidade todos dias e não olhar direito, não perceber muito a sua volta...pode ser que isto, esta atitude de não ver, por vários motivos, um deles é a correria atrás da “grana” do básico pra sobrevivência, também indiretamente acabe ajudando a maquina devoradora da cidade; O Cupim exterminador que derruba tudo para erguer coisas modernas e praticas para uma civilização que cada vês mais existe para produzir, servir, mesmo que não se de conta disto. O que esta acontecendo com o Parque Augusta é mais ou menos isto; Tudo pelo e para o dinheiro. O sistema capitalista esta aí e não é todo o problema, a invenção do dinheiro foi uma forma para simplificar e melhorar a condição do trabalho, da troca...mas virou o Deus absoluto. O problema não é o dinheiro e nem o capitalismo porque o ser humano não é igual ao outro e a competição faz parte do jogo, do divertimento, da liberdade mas quando isto chega ao ponto de passar por cima de tudo, do social, dos recursos naturais, culturas, da arte popular das ruas, dos mais fracos...então isto pra mim vira doença e corroe tudo, devorando o que vem pela frente sem acordos, não há muitas regras sendo respeitadas, a inexistência do Estado para proteger o homem a natureza, pra controlar o "jogo", deixando que as regras do mercado, o dinheiro façam as suas e empurrem goela abaixo do povo, sob a forma de acordos, brechas nas leis ou mesmo tomando cadeiras na politica e descaradamente comandando quase tudo, a mídia inclusive. Sempre eles inventam um chavão novo para seguir praticando o velho sistema de comando: O Neoliberalismo por exemplo que nada tem de liberalismo, na América latina se foram os coronéis mas não o controle da situação e isto é apenas um exemplo.
 Existem coisas que tem que ser derrubadas pra dar lugar pra outras mas não se deve ir derrubando tudo e transformando  só pelo lucro e ideias e padrões do que é viver com conforto, segurança etc.
Uma volta pela cidade de SP, passando por ruas que você pode cruzar todos os dias mas com um pouco de tempo pra “VER” A SUA VOLTA, vai te mostrar o que faz de verdade uma cidade ser mais interessante, melhor pra circular, sempre tem algo que você não viu, algumas como prédios condenados ou grafites, frases, pessoas de todos os tipos...de repente uma rua que nunca passou e ela nem parece ser parte da cidade, bares, “botecos” gente de gravata, gente perdida, gente se divertindo, a correria no “trampo”...nada parece fazer sentido mas tudo existe e segue enquanto o grande Deus DINHEIRO  a tudo espreita silenciosamente e depois devora sem piedade...e um “louco”sentado na rua, rola com a sua peruca brasileira.Vanderlei Prado
Equação basica de qualidade para todos

Templo no bairro oriental da Liberdade

Bairro da Liberdade
Centro