domingo, 30 de outubro de 2011

Sábado, mais um dia proibido de trabalhar, os artesãos protestam/SOS ARTESANATO DE SP PARTE III


Mais um sábado proibido de trabalhar, segue a repressão na Feirinha da Teodoro.
Vamos seguir com a nossa manifestação, as pessoas seguem assinando, a maioria pergunta o porque da proibição, também não entendem qual o motivo desta ação, pergunta que até pra nós que já fizemos de tudo e descobrimos também muita coisa que esta por traz disto, ficamos sem saber como responder.
A única coisa que podemos dizer com certeza é que esta errado proibir pessoas do seu direito ao trabalho, qualquer pessoa com o minimo de respeito aos direitos humanos entendem que não tem como ter o minimo de dignidade sem trabalho, nem os animais ficam sem trabalhar, vão a caça e como nós não podemos caçar dependemos do nosso local tradicional da feira. Ontem além da proibição do artesanato a fiscalização estava pegando até canetas de alguns garotos que trabalham junto com uma ONG. Você imagina uma cena desta, um garoto com meia duzias de canetas tendo que fugir da Tropa da Prefeitura, simplesmente por buscar uns trocados pra comprar um pão pra levar pra casa e ajudar na renda da familia. É coisa de Gente dar uma ordem desta? E quem permite, se cala, faz de conta que esta tudo bem, não se compromete, que tipo de educação teve na família, escola, pra achar uma coisa asquerosa desta normal? Se você não esta firme no seus atos, se eles não estão baseados na verdade eles já estão condenados diferente do que estamos fazendo, defendendo o direito legitimo ao trabalho, e eu não estou falando em nenhuma verdade suprema, inatingível estou falando simplesmente que é errado e até criminoso proibir uma pessoa de lutar para a sua sobrevivência, é desta verdade que digo. E pelo menos quem proíbe estes garotos então deveriam fazer alguma coisa de concreto, arrumando emprego decente para as milhares de pessoas desempregadas, agora, já... não a médio e longo prazo como costumam dizer porque as pessoas a não ser que forem muito saudáveis podem ficar apenas uns 8 dias sem comer, jejuando se abastecendo apenas de água. A médio e longo prazo somente podem ficar esperando os políticos que ganham muito bem, podem esperar meses por reuniões que não acontecem e que não resolvem nada, absolutamente NADA. Nós vamos seguir nesta luta, nadando contra a corrente, contra tudo o que esta errado, contra a ignorância, o descaso, contra um poder sem cara, um poder que vai contra pessoas que trabalham, contra as pessoas que usam pessoas do poder para beneficio próprio, levando desespero para milhares de pessoas, contra o uso errado da politica, as vezes um politico não presta determinado serviço porque tem compromissos com o partido e o ser humano é então deixado de lado. Um dia alguém vai acabar entendendo o que estamos dizendo, não vamos parar de falar porque acreditamos no que estamos querendo. A nossa batalha embora de forma diferente, mais simples e em um nível bem menor, é a mesma batalha por direitos e dignidade de Chico Mendes e Irmã Dorothy, de Gandhi, Che Guevara e de diversos outros anônimos desconhecidos , muitos covardemente assassinados porque este mesmo poder burro e sem rosto, diluído e com vários braços usa a mesma tática podre de mais de 2000 anos atrás. O mesmo poder que estuda, planeja as suas táticas e executa e passa por cima de quem se colocar contra estas ideias. É quase a mesma coisa, desde um poder estabelecido numa comunidade mais pobre até o dos grandes palácios como o que mandou Cristo para a morte. O poder quando usado de maneira errada atrasa a vida de muita gente e não é tão simples também eleger um culpado, um responsável, porque são muitos os que fazem parte e ajudam a maquina, impulsionam, direcionam, então fica mais fácil não  sentir culpa por determinadas consequências da falta de noção então depois tudo é muito simples, você pode pedir por exemplo que a prefeitura feche uma feirinha como a nossa que é somente aos sábados, por medo da concorrência ou porque quando você desce a calçada não quer ver um monte de gente se divertindo, depois muitas destas mesmas pessoas saem pelas ruas vestidas de branco pedindo pela paz, outras vão distribuir sopa grátis pro mesmo cara que ela ajudou a mandar pra debaixo do viaduto.SAI BEM MAIS BARATO.
Voltando ao assunto, o poder, pensa estar sempre no controle, dominando, quando é somente uma criança perdida, vagando pelo planeta seculo apoś seculos, usando tudo, devorando, sujando, matando...quer dizer, pensa que esta matando, porque algo que nasceu sem alma, já esta condenado, nasceu mortoe portanto não pode matar nada.



















Sofia e Manu moradoras da Vila Candida, da mesma calçada da Feirinha assinam abaixo assinado porque querem a volta da feira aos sabados








proibidos de vender canetas para ajudar a melhorar a renda da familia.
Estavam usando até o cracha da ONG que trabalham



Todos apoiam a Feirinha, as pessoas pedem para assinar.















Vendedores das lojas dizem também que nestes 3 sabados de proibição estão vendendo bem menos.
Isto é facil de entender o publico da rua gosta de descer a calçada e encontrar artesanato, arte e não a tropa da Policia Militar, alguns policiais é bom para dar proteção as pessoas, agora 50 espanta.



















quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Jimi Hendrix - All Along The Watchtower


 Musica de Bob Dylan na melhor versão:

Jimi Hendrix/JTHROTULL4YOU

 

Jimi Hendrix Voodoo Child Live/SNOWJAM256

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

All Along The Watchtower

There must be some kind of way out of here
Said the joker to the thief
There's too much confusion
I can't get no relief

Business men they drink my wine
Plow men dig my Earth
None with a level on their mind
Nobody out of this world

No reason to get excited
The thief he kindly spoke
There are many here among us
Who think that life is but a joke

But you and I, we've been through that
And this is not our fate
So let stop talking falsely now
The hour is getting late

All along the watchtower
Princes kept the view
While all the women came and went
Barefoot servants too

Outside in the cold distance
A wild cat did growl
Two riders were approaching
And the wind began to howl

All along the tower

Tudo Ao Longo Da Torre

Deve haver algum jeito de sair daqui,
Disse o coringa ao ladrão
Lá tem muita confusão,
Eu não tenho nenhum alívio

Homens de negócio, eles bebem meu vinho,
Os homens do arado cavam minha terra,
Nenhum com um nível em suas mentes,
Ninguém fora deste mundo.

Nenhuma razão para estar excitado,
O ladrão que falou amavelmente,
Há muitos aqui entre nós,
Que pensam que a vida é mais uma piada,

Mas você e eu, nós passamos por isso,
E este não é nosso destino,
Então vamos parar de falar hipocritamente
A hora está começando tarde.

Tudo ao longo da torre,
Os príncipes mantiveram a vista,
Quando todas as mulheres vieram e foram,
Empregados descalços também.

Lá fora na distância fria,
Um gato selvagem rosnou,
Dois cavaleiros estavam se aproximando
E o vento começou a uivar.

Tudo ao longo da torre,

domingo, 23 de outubro de 2011

Sábado, mais um dia proibido de trabalhar, os artesãos protestam/SOS ARTESANATO DE SP


"Você pode enganar algumas pessoas todo o tempo. Você pode
também enganar todas as pessoas algum tempo. Mas você não
pode enganar todas as pessoas todo o tempo".
Abrahan Lincoln
 
 
 
 
 A rua Teodoro Sampaio onde trabalhamos à 10 anos sem ajuda nenhuma da prefeitura, pelo contrario, normalmente quando chega o fim do ano, OUTRAS PESSOAS,antigos conhecidos nossos, ficam "pendurados na orelha" do subprefeito, pedindo pra mandar a fiscalização proibir o nosso trabalho. Muitas vezes nem o subprefeito quer mandar a repressão pra cima da gente, já conversei com dois subprefeitos que passaram pela Sub de Pinheiros que evitavam isto. Estas pessoas, repito, que nós conhecemos, que se acham proprietarios de uma outra feira ao lado, cobram uma taxa dos expositores em nome de uma associação. Ter, ou pertencer a uma associação é um direito garantido na constituição, agora ninguém pode em nome de nenhuma entidade, manipular, intermediar e tampouco praticar atos que é da competência da Prefeitura, isto é CRIME. Já existem alguns procedimentos no Ministério Publico para esclarecimento desses atos e nós, se nada mudar,também vamos a defensoria Publica, mesmo porque apesar do poder publico, isto não só em SP, arrecadar impostos dos cidadãos , como fica mais comodo,acabam QUASE,que terceirizando o espaço publico, e essas pessoas, muitas que nunca fizeram artesanato nas suas vidas, adoram isto, enchem a boca para dizer, "A bonita palavra "auto gestão" do evento, quando na verdade não prestam contas do dinheiro arrecadado por todos esses anos e tudo fica por isto mesmo. Que eu saiba embora o poder é "doidinho" pra privatizar tudo e ficar com menos trabalho, felizmente as Praças não foram privatizadas ainda. Também se conseguirem fazer isto, baixar uma daquelas leis feitas da noite pro dia, diferente do nosso projeto de lei, PL 799/05 de interesse publico, que teve que passar por todas as comissões, mais 5 audiências publicas, então se isto acontecer, não devemos mais pagar impostos porque fica decretado o fim  do  Estado. Durante a tramitação do PL 799/05 este pessoal e outros também na cidade que inventaram uma profissão nova, que parece só existir  aqui em São Paulo, CORDENADOR DE FEIRA, FIZERAM DE TUDO PRA ATRASAR O ANDAMENTO DO PROJETO.Por que tiveram tanto empenho em fazer isto? Pergunta que eu encaminho para os "universitarios" do Silvio Santos responder:
a- Se o projeto passar não poderam mais CUIDAR dos artesãos incapazes de cuidar de si mesmo, como eles dizem.
b- Se não cuidar dos pobres artesãos, muitos com 20, 30 anos de bagagem, feiras e estradas, os atuais 'CORDENADORES DE FEIRAS"teram que inventar outra profissão
c- Não poderam mais infernizar a vida dos artesãos com invenções ou inflacionar o preço do aluguel de barracas, muitas vezes locadas por eles.Também não poderam forçar e obrigar o uso destas barracas.
d- Não poderam mais seguir com o seu VUDU EM VOLTA DOS ARTESÃOS, muitas vezes ameaçando que se o artesão não cumprir certas exigências perdem as suas licenças.
e- Com a aprovação do projeto viriam novas feiras e eles não querem concorrencia, aqui vale lembrar que no comercio tem lojas uma do lado da outra, bares um do lado do outro, todos ganham dinheiro em São Paulo, agora no caso do artesanato por causa destes 'BUNICHIIINHUZZZ" NÃO  SE pode CRIAR NOVAS FEIRAS, a não ser que for lá longe debaixo da ponte do rio Pinheiros.
f- Todas as alternativas estão corretas
Vou dar uma dica; a alternativa f esta correta
E como já foi escrito, toda a história foi contada na Câmara Municipal e quase nada foi feito, só promessas.
O próprio projeto que muitos vereadores aprovam, pois já passou por todas as comissões na Câmara Municipal é de autoria de pelo menos 6 vereadores.
Será que sabendo já de todos os problemas envolvendo o artesanato das feiras e ruas da cidade algum vereador não teria a "MORAL" de se levantar, com mais uma meia dúzia de vereadores e EXIGIR OUTRO TIPO DE POSTURA DO EXECUTIVO E RESOLVER ISTO DE UMA VÊS.
Afinal o que esta acontecendo esta ERRADO, penso que nenhum ser humano com o mínimo de condição de saber o que é certo e o que é errado pode se esconder, fugir da responsabilidade de mudar o que precisa ser mudado, ainda mais se esta pessoa recebeu esta função dada pelo povo através do voto.
Inventaram o dia do artesão, mais a maioria dos artesãos seguem sendo tratados como bandidos nas ruas da cidade.
Na época que o Andreas Matarazzo foi secretario das subprefeituras, em uma audiência publica, onde ele participou e teve uma postura bem "legal" também, concordou com muitas das nossas reivindicações, eu pessoalmente entreguei além de uma muda de um "pé" de guarana, um documento com as nossas reivindicações. Um dos nossos pedidos era a criação de um  órgão independente ligado á cultura para cuidar do artesanato. Ele disse que naturalmente não poderia resolver 100% do que estava no papel, mas que iria ajudar, só que não foi feito nada além de alguma ajuda momentânea.
Agora vejo o Sr. Matarazzo, secretario estadual de cultura do Estado, na TV falando na importância da cultura na cidade, na formação, na educação, será que artesanato não é cultura, como disse certa vês um representante da secretaria municipal de cultura de São Paulo. Cultura é só museus, teatros,Sesc e os "manos" lá longe batendo o seu tamborzinho? Outra coisa que percebo quando vejo algum politico falando na televisão em cultura, ações empreendedoras para geração de renda, percebo que nunca tocam na palavra artesanato, parece que a palavra artesanato é algum tipo de palavrão ou sei lá, tem medo de tocar neste assunto.
Pedimos reuniões pra resolver o problema e estas acabam não acontecendo. A resposta  é a tropa da Policia Militar para tomar os nossos trabalhos.
E este descaso é total, eu andei mandando e-mails pra todo lado, muitos endereços do executivo que tem o famoso; fale conosco, é uma piada, não respondem nada e você segue falando sozinho
A cada nova proibição, como não faz o menor sentido acabar com algo que esta dando certo,que a maioria das pessoas aprovam,  fazem até fila pra assinar o abaixo assinado, até as lojas novas da nossa frente nos disseram que caiu muito o movimento das lojas no sábado com a proibição, bem, surgem sempre os boatos do que seria desta vez o motivo da proibição.
Um dos boatos é que alguém foi ao Ministério Publico pedir a proibição alegando que estavam vendendo mercadorias roubadas na feirinha, se for isto então a pessoa que esta acusando tem que provar e mesmo que isto estivesse acontecendo, isto não é problema para os artesãos sem TPU da feirinha resolver, nem podem porque isto faz parte do trabalho da Policia, é ela que tem que investigar e chegar a pessoa que esta fazendo isto.
Outro boato, que tem bastante fundamento também é que existe um grande projeto de revitalização da área, projeto da prefeitura junto com alguma  associação de comerciantes da região e quase sempre que acontece isto, um grande projeto, sempre sobra pro lado mais fraco que são obrigados a saírem para entrada de grandes lojas e shoppings para venderem de tudo, inclusive artesanato. Geralmente quando são  feitos estes projetos, já fica certo esta questão de expulsar o lado mais fraco, não assumem isto, porque eles também na frente de alguma câmera de TV, falam muito bem na importância da geração de renda, nos projetos de inclusão social e muitos também participam de grupos que fazem doações para os pobres, chás beneficentes e até distribuição de sopas nos viadutos, sai mais barato.
Não seria muito mais interessante incluir a feirinha então neste projeto e não passar a borracha na prancheta, todos sairiam ganhando, 70 pessoas trabalhariam de forma organizada, não iriam precisar morar debaixo dos viadutos para esperar o dia da sopa, a população ganharia mais uma área de lazer, todo o entorno receberia mais turistas com as propagandas, venderiam mais, os próprios políticos estariam fazendo um bom trabalho social e receberiam o apoio da população. Eu não entendo esta atitude repressiva simplesmente que só aumenta o caldeirão da insatisfação e este caldeirão que já são vários espalhados pelo Brasil, esta até a boca, como um vulcão, esperando pra explodir.
De  novo é bom refletir sobre a função de um governo, seja ele Estadual ou Municipal, que  é de governar para todos os segmentos da sociedade, todos tem direito a participar dos projetos da cidade.
Não pode acontecer o que já vem acontecendo a muito tempo, que proibiram as pessoas de vender cerveja nos grandes eventos como a passeata Gay, mas dentro do evento os vendedores com o isopor e a marca das grandes fabricas ganharam autorização para trabalhar pra elas. A função de um governo não seria de criar oportunidades na geração de renda com estes eventos? Nós também fomos proibidos de vender nestas festas. Ou seja não adianta o povo comemorar a chegada de grandes eventos se ele sempre vai estar do lado de fora, como marginal, e agora com a a abertura da Copa do mundo em São Paulo, todos estes boatos "fecham direitinho".
É bom lembrar aos nossos governantes que quem manda no Brasil é o povo Brasileiro, todos, ricos ou pobres, feios ou bonitos, porque todos são Brasileiros que votam e elegem os seus governantes.
 


 

É a prefeitura de São Paulo, proibindo o trabalho de 70 pessoas, querem mandar os artesãos da Teodoro pra fila da sopa.
É a prefeitura "Gerando Desemprego"






























Veiculo da prefeitura, pronto pra fazer o "serviço" tomar o material de semanas de trabalho do artesão que tentar vender o seu artesanato.













Pessoas que sempre visitam a feirinha não gostaram do que viram














Material que usamos para o protesto vem do lixo e depois no final do dia volta para o lixo






























As pessoas pedem para assinar o abaixo assinado, isto porque a feirinha da Teodoro no sábado faz parte do seu dia de lazer e elas mesmo dizem pra nós que isto não tem em nenhum lugar de São Paulo. É isto que a prefeitura esta querendo acabar. Estas pessoas trabalham a semana inteira e no fim de semana saem paras ruas pra pegar um pouco de energia pra encarar as suas rotinas de trabalho.













































Impossibilitado de expor os seus trabalhos, Duk, um artesão da feirinha abriu uma loja de 1 real na calçada.
Ele aceita pedidos pela Internet,envia a mercadoria pelo correio e facilita em 36 meses no cartão











A rua tem muito disso, muita gente bonita por isto que as pessoas gostam quando tem este opção ao ar livre, onde podem fazer novos amigos ouvir musica ver arte.
Estas garotas trabalham na loja em frente das nossas bancas e assinaram o manifesto




Raul de Souza, musico conhecido no Brasil e no exterior, assinando o manifesto, também não gostou nada do que viu neste sábado

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Liberdade para o artesanato e as artes de rua em São Paulo


Arte na Rua/Arte na Rua/Arte na Rua
O artesanato na Rua
A musica na Rua
As artes de Rua...NA RUA
Porque as pessoas nasceram para serem LIVRES
Porque as pessoas tem o direito da LIBERDADE de expressão
Porque arte faz parte da EDUCAÇÂO de um povo
Porque a maioria das pessoas do mundo gostam das artes de Rua
Liberdade para TODOS
Porque ninguém tem mais DIREITO do que outros
Liberdade paras artes de Rua
Liberdade para o artesão vender o seu TRABALHO
Porque todas as pessoas tem o direito ao TRABALHO
Quem esta mandando a Policia contra o artesão na feirinha da Teodoro esta ERRADO
Quem pediu isto para quem esta mandando a policia esta AINDA MAIS ERRADO


A FEIRINHA DA TEODORO
LEGALIZAR
Vanderlei Prado

imagens/Google












Richie Havens, Freedom/ Woodstock/artrock3d

domingo, 16 de outubro de 2011

Prefeitura de São Paulo com a ajuda da PM acaba com a única feirinha de artesanato de rua que ainda resistia.


Parece repetitivo o que estou escrevendo, mas é que os fatos se repetem e nada muda, piora, então tenho que escrever sobre o mesmo assunto, que pode ser chamado de “ O extermínio do que sobrou do artesanato de rua de São Paulo”. E o pior é, que precisamos de ajuda de órgãos de direitos humanos internacionais, ISTO É SERIO, ESTAMOS PEDINDO SOCORRO, alguma coisa de fora do país para mostrar  esta vergonha que esta acontecendo na maior cidade do país. Vendem uma imagem do Brasil lá fora, mas a realidade é muito diferente da beleza dos tucanos, sucuris, belas mulatas. Nós que trabalhamos com artesanato não estamos conseguindo nada em São Paulo e dependemos do nosso trabalho para a sobrevivência. O povo esta iludido com uma copa do mundo que na realidade poucos terão dinheiro pra assistir nos estádios e ainda tem a pressão das grandes marcas fazendo exigências via FIFA, pelo menos desta vez temos uma presidente que esta questionando isto. Mesmo para nós artesãos, minúsculos, quase invisíveis talvez haja pressão para que a prefeitura  faça a “LIMPEZA NA CIDADE”, TIRAM A FEIRINHA E ENTRAM OS BACANAS, OS BONITINHOS, OS APROVADOS PELO "CONSELHO". Alguns grupos de bacanas na nossa volta nós já conhecemos, já sabemos das suas táticas e mesmo cometendo diversas ilegalidades em áreas publicas, não são questionados pelo poder publico, mas nós vamos questionar isto, com a ajuda da imprensa e da defensoria publica. Porque a lei tem que ser cumprida para todos os cidadãos, se não, não é lei e tem outro nome pra isto.
Pode parecer exagero, trágico, mas não parece. É TRÁGICO QUANDO VOCÊ É PROIBIDO DE DESEMPENHAR A SUA PROFISSÃO.
O poder não mostra a sua verdadeira cara então as pessoas que estão por trás desta ordem deveriam saber que elas recebem os seus salários e com isto podem pagar as suas contas, fazer compras no supermercado, direito ao lazer e até guardar dinheiro, agora o que é que passa na cabeça destas pessoas quando tiram o direito dos outros de pelo menos comer e alimentar os seus filhos, pagar as contas, pegar  ônibus, não estamos falando nem em diversão, direito que não temos há muito tempo.
Não é exagero, é a pura realidade, eu saí de casa hoje já sabendo que seria difícil trabalhar no único dia de feira que é o sábado na feirinha da Teodoro Sampaio. Gastei dinheiro no transporte, porque você pode ser proibido de trabalhar mas se você não tiver dinheiro não pega trem, ônibus. Cheguei pela manhã no local da feira para encontrar um batalhão de pelo menos 50 PMs e mais um monte de viaturas, mais Guardas Municipais para  a proibição do nosso trabalho. O que é difícil de entender é que todos os dias tem pessoas morrendo vitimas de assalto, o Brasil é campeão em assassinatos e o efetivo da PM não é suficiente como o próprio poder publico já colocou para a imprensa, para dar mais segurança paras pessoas. No mínimo, o uso da Policia para combater quem trabalha é desperdício de dinheiro publico.
Em todo este tempo de luta  para tentar a regulamentação da feira, a cada proibição, ouvimos boatos sobre o possível motivo, desta vez falaram que foi devido a clonagem de cartão num caixa eletrônico de um banco do outro lado da rua, então, porque somos nos quem oferece perigo ao banco, porque não proíbem as pessoas de transitarem nas ruas, fechem as lojas, acabem também com a outra feira, com as lojinhas de artesanato, bares, restaurantes. Numa outra ocasião de proibição da feira falaram de denuncias sobre drogas na rua, então na época eu disse que não tínhamos culpa se toneladas de drogas entram no Brasil e naturalmente vão ser despejadas nas esquinas de varias cidades do País, portas de escolas, universidades, porque, cada vez mais e mais pessoas consomem drogas, e isto também não é culpa dos artesãos da Teodoro.
Viver de arte, artesanato já é uma proeza, uma resistência e a pessoa que escolheu esta profissão tem que ter os mesmos direitos ao trabalho de alguém que escolheu ser engenheiro, pedreiro, policial, coveiro, senador, vereador, dono de loja, ferramenteiro, lixeiro, gerente de banco. A diferença de quem faz artesanato é só que os meios, locais de trabalho são diferentes e artesão trabalha se divertindo muitos não entendem as vezes quando vê um cara meio largado, sem dente, sem carro, sem apartamento, sem uma boa conta bancaria, rindo, tomando cerveja, é que as vezes o espírito anda mais leve, se eu não me engano, passou tempos atrás um “cara” pela terra e disse algo como; o meu reino não é deste mundo, que haveria vários reinos... Eu não tenho religião, mas este “cara” era bem legal e parece que ele e seu pai faziam ARTESANATO...ÊPA...ACHO QUE ERA JESUS O SEU NOME.
O que é interessante é que a maioria das pessoas que vivem perseguindo, atrapalhando a vida dos outros, tem RELIGIÃO, VIVEM REZANDO E FALANDO MUITO EM SEU NOME.
Certa vez li um texto de alguém que tinha um blog que dizia que a sensação que se tem em escrever num blog é a de que ninguém lê, escreve pra si mesmo, o meu blog tem poucos acessos mas se as estatísticas do blogger forem corretas, sempre tenho acessos, além do Brasil, de Portugal, USA, Europa, Japão e outros países, então pra mim o que importa não é a quantidade e sim a qualidade para fazer a diferença neste planeta, o mundo inteiro esta dizendo que quer algo melhor e nós temos a obrigação de fazer algo pra melhorar esta terra pra rapaziada que esta por aí e pra quem esta  chegando, cada um da sua maneira, a nossa é fazendo artesanato, musica e nesta questão de melhorar o planeta não existem países e sim a raça humana.
Se alguém ler este texto e entender, concordar com estas ideias e conhecer alguma ONG ou mesmo algum artista que queira ajudar a difundir a causa é só escrever, se a proibição seguir por aqui enviaremos carta para a ONU denunciando e reclamando nossos direitos ao trabalho.

ARTESANATO NÃO É CRIME
É CULTURA POPULAR E QUEM FAZ ARTESANATO TEM OS DIREITOS GARANTIDOS PELO 5º art. DA CONSTITUIÇÃO E LEIS DA CULTURA
PRA PREFEITURA A FEIRINHA DA TEODORO É ILEGAL, NÃO SOMOS ILEGAIS
ILEGAL É A ENORME CORRUPÇÃO DO BRASIL QUE ROUBA ATÉ VERBA DE MERENDA DAS CRIANÇAS E DA ARÉA DA SAÚDE
ORGANIZAÇÃO SIM
EXCLUSÃO SOCIAL
NÃO  Vanderlei Prado



















Veículos dos fiscais da prefeitura esperando tentativa de artesão querer trabalhar, para tomar o material de vários meses de trabalho            
O artesanato da maioria dos artesãos da Teodoro Sampaio, não dá em árvores e como não são comprados na rua 25 de Março fica muito difícil de recuperar, fora a multa que é de + ou - 400 reais,
agora o que é estranho é você encontrar em muitas feiras legalizadas, brincos da China, óculos, camisetas compradas.
Nas feiras do litoral de SP, pior ainda, tem até aparelhos eletronicos

















Este carro vermelho também estava sendo usado pela tropa da prefeitura. Do outro lado da rua haviam uns 50 PMs dando apoio, esta foto não foi tirada por medo da pessoa que estava com a câmera















Estes são os artesãos PERIGOSOS DA FEIRINHA, DA PRA VER ISTO OLHANDO PRO ROSTO DELES.
Veja aquele garoto de 80 anos de boné amarelo, "QUE PERIGO PRA SOCIEDADE"

Seria interessante conseguir os dados de ocorrencias em delegacias da cidade, estatísticas,pra saber neste tempo que a prefeitura usou a PM, que foi aproximadamente de 6 horas, se faltou policiamento em alguma região da cidade, se alguém precisou da policia militar e teve que esperar por muito tempo, se por falta de prevenção alguém foi prejudicado.










































Em uma das proibições feitas pela sub prefeitura de Pinheiros à uns 2 anos atrás, foi feita uma reunião entre os artesãos e eles. Nós pediram um projeto mínimo para seguirmos trabalhando até que a nossa situação pudesse ser regulamentada. Nós fizemos: bancas pequenas de 1,50 m sem teto com 0,50 m entre uma banca e outra, para não atrapalhar a circulação de pedestres. O projeto foi aceito por eles como solução provisória, mas ficamos esperando a regulamentação que não veio, nem reunião e com as inúmeras trocas de subprefeito e novas ameaças de repressão seguimos neste tempo trabalhando na incerteza e com varias ameaças, só com o apoio de alguns vereadores e da agora Deputada  federal Mara Gabrilli.
Como "bônus" extras temos também muitos artesãos que nunca ajudaram o nosso Movimento, só aparecem nos dias de sol, todos no verão viajam pras praias, só aparecem quando a feira volta a ser boa e alguns ainda conseguem causar problemas que acabam sobrando pra quem faz a feira praticamente todos estes anos com sol, chuva, tempestade e ainda correndo da Policia, além que muitos nunca aparecem nas inúmeras reuniões na Câmara Municipal, depois quando conseguimos alguma prolongação da feirinha provisória esses Artesãos de praia aparecem na maior cara de pau pra trabalhar. Outro detalhe é que muitas vezes quando mandam a Subprefeitura para proibir a feirinha, os fiscais ou alguém da Subprefeitura, quando alegam algum problema falam de algo que aconteceu, que esta atrapalhando alguém que passou, Talvez aquela" senhora, "coitada", que passa naquela calçada uma vês por ano" e justo apareceu naquele sábado e para o seu azar e o NOSSO, PODE TER SE ESBARRADO COM UM DESSES "CARAS CHATOS" que vindo da praia, " DA JAMAICA"aparece alí na Feirinha uma ou duas vezes por ano na fase boa, cheios de moral, exigências e se encontraram neste dia tragico. A CULPA TAMBÉM É NOSSA.

Também se tudo que for feito nesta cidade, envolvendo arte e um pouco de barulho e movimento, como já aconteceu na Av Paulista for usado como motivo de estorvo, então é melhor que todas as pessoas que gostam e precisam de diversão grátis e ao ar livre, fiquem em suas casas dormindo ou podem se pendurar de cabeça pra baixo nas arvores como protesto







Mais fotos de artesãos "perigosos"
Olha só este de óculos, bocejando. que "sujeito perigoso", ainda bem que havia 50 PMs para as pessoas ficarem tranquilas 

O dia do ladrão Fui roubado, entraram na minha casa, quebraram o vidro e arrombaram um cadeado, já era previsto e tinha tirado já ...