domingo, 27 de fevereiro de 2011

Carro. Um verme social?

Uma das maiores invenções de toda história da humanidade foi a roda, que levou a invenção da carruagem e depois o carro, que foi feito para tornar a vida das pessoas mais comoda, transportar coisas, tornar o percurso mais rápido e agradável. O carro também se tornou um forte símbolo de poder e disputa e com a enorme produção das fabricas de automóveis acabou transformando a comodidade em inferno, caos e destruição do meio ambiente e das próprias pessoas. A muitos anos que não tenho carro, não porque não gosto, mas porque além de tudo não tenho dinheiro e não acho interessante a ideia de me sacrificar para pagar um carro em 40 meses ou mais, depois ter que pagar seguro caríssimo, estacionamento, concertos e ainda ter que andar com o vidro fechado, para não correr o risco de ter no meio de um engarrafamento um cano de uma pistola automática apontada para minha cabeça. Não acho legal, é muito desagradável esta sensação de impotência e não quero ser mais um numero nas estáticas de mortes por sequestros relâmpagos e roubos de carros.
Tenho uma velha bicicleta e com ela me locomovo para fazer varias coisas pela cidade. Por causa disto, como participo também do transito, mas de uma forma mais lenta, tenho a oportunidade de observar mais o movimento e perceber a coisa de uma forma diferente da visão de um motorista de automóvel. Primeiro que muitas pessoas de dentro dos seus carros com vidros escuros e fechados fazem coisas que da a impressão que o veiculo tem vida própria, como se não tivesse uma pessoa, um ser humano com alma dirigindo. Esta todo mundo se achando o "dono do pedaço", com mais direitos que o outro e com isto no dia a dia vai acontecendo uma sequência de erros simples de comportamento , direção e desrespeito as regras básicas, o que leva a milhares de atropelamentos, desastres e mortes. Esta guerra estúpida mata mais que muitas guerras e a maioria de todas estas mortes diminuiriam somente com um pouco mais de atenção as regras  básicas, direção defensiva, treinamento adequado e respeito ao próximo.
A coisa tá tão feia e espremida de carros e motoristas estressados que se uma nave vinda de outro planeta parasse a uma certa distancia da terra e observasse, iria pensar que esta massa de carros desgovernados seriam uma espécime de vermes da terra.

















imagens/google






















Motorista atropela grupo de ciclistas; Veja;  http://br.noticias.yahoo.com/s/27022011/25/manchetes-motorista-atropelou-ciclistas-deve-se.html

video de: gabisteigleder

2 comentários:

  1. Eu não vou andar de bicicleta velha otário, eu sou nobre, sou um lorde inglês e quero mais que este planetoide sifu.

    Lorde Macckulzon

    ResponderExcluir
  2. Muito boa materia eu tambem sou ciclista e vejo que as coisas precisam mudar.Somos muito desreipeitados.
    E quanto ao lorde ingles, que ele va tomar ...seu chazinho em outras paradas.
    Marcelo Junkie

    ResponderExcluir

O dia do ladrão Fui roubado, entraram na minha casa, quebraram o vidro e arrombaram um cadeado, já era previsto e tinha tirado já ...