terça-feira, 15 de outubro de 2013

Banda de Rock III Milênio



Os anos 60, 70 e começo de 80 foram uma época magica para o Rock . Um amigo que morava em Fortaleza costumava dizer, para explicar bandas como Pink Floyd, Purple, Beatles, Stones, Yes, Sabbath, entre tantas que chegaram ao que chegaram, dizia ele, um cara com uma “pegada” mais mística, pra não dizer aprendiz de "Feiticeiro", que estas bandas existiram graças a alguma configuração no universo, ou seja esta geração estava “condenada” no bom sentido a se encontrar e fazer o que fizeram. Faz algum sentido, mas O ACASO e a despretensão de quem esta vivo pra ser dono e lutar pelo controle do seu destino também pode explicar , agora o mais importante nisto tudo é que o trabalho foi feito. Quando John Lennon no final dos anos 70 disse que o sonho tinha acabado, a sua frase pra mim não tinha a menor importância porque no meu caso a festa estava apenas começando e eu estava indo pra estrada simplesmente pra conferir aquilo que eu havia escutado do movimento destes tempos, naqueles discos que eu tinha que esperar doze meses até o próximo lançamento.. John Lennon morreu e eu estava em Manaus, praticamente no começo da minha viagem que levou muito anos e isto também fez com que eu não tenha conhecido algumas coisas importantes da cena rock de SP, do Punk do ABC por exemplo, muitas bandas que surgiram e depois sumiram. Por outro lado fui pegando a musica diretamente na sua raiz, nos puteiros de beira de estrada de Belém, nos bares simples da Colômbia, nas "Penhas"( não sei se o termo esta correto, mas assim eram chamados, casas que pessoas se reuniam para beber e tocar)   do Peru e no radio de pilha que fez a minha trilha sonora por estes países. Quando voltei ao Brasil vindo do Chile, na época do nefasto Sr. Pinochet, morei no Rio e frequentei o Circo Voador onde estava surgindo um dos maiores movimentos do Rock nacional, o pop Rock na verdade. Barão vermelho com Cazuza fazia um som com letras que falavam o que realmente acontecia na cabeça de um garoto do Rio de Janeiro, Titãs igualmente sobre SP, Paralamas, Blitz, Lobão, Legião Urbana. Esta geração conseguiu colocar uma sonoridade na linguagem, na maneira de se cantar rock em português. Jorge Ben foi um dos mestres nesta linguagem, apesar disto ter sido em outra época onde o pessoal da Jovem Guarda pegou o mesmo movimento Rock and Roll; Little Richard, Chuck Barry, Elvis, praticamente( ou um pouco só depois ) no mesmo tempo que o próprio USA e Inglaterra. Erasmo e Roberto Carlos cantavam sem perder pra ninguém no mesmo estilo juvenil do Rock and Roll, só que o Brasil é o reduto do Samba e de tantos outros sons também e no  caso de Jorge Ben Jor ele conseguiu fazer a alquimia, colocou João Gilberto junto com Chuck Berry, Soul, no seu caldeirão, sem se preocupar com outras opiniões e deu no que deu, influenciou toda uma levada de cantores do Rock Nacional, principalmente o Pop . No caso do Rock, Hard, ou o som mais pesado precursor do Heavy, Thrash entre outros sons e também do rock Progressivo, a coisa antes do surgimento do Pop Nacional ou da explosão via Circo Voador e Radio Fluminense, era mais complicada, muitas bandas queriam ser praticamente clones das grandes bandas Inglesas ou Americanas e aí tinha aquela questão; Pra que comprar um disco perfeito de uma banda nacional que se esforça tanto pra parecer com Led Zeppellin, ou Purple se eu posso comprar o LP da banda original, sem falar nas bandas cantando em Português tentando soar, a pronuncia, como se fosse em Inglês. Eu vi isto agora depois de tanto tempo no Rock in Rio, uma banda muito boa, entrou tocando Motörhead e foi  bem, mas quando fez o seu som cantando em português eu mudei de canal. Alguém talvez se lembre de "Manuel...Foi pro céu", no caso de Ed Mota( Soul ) podemos "dar um desconto" porque ele conseguiu fazer o som. Nos anos 70 e 80 na contra mão disto tivemos bandas cantando em Português, como Novos Baianos , Mutantes , Secos e Molhados que mostraram que era possível sim fazer rock nacional bom sem cair nestas armadilhas e ficar perdido na Selva do Rock and Roll.
Entre tantas bandas que cantaram em Português e também fizeram isto muito bem existe uma que poucas pessoas infelizmente não conheceram. Esta banda chegou a lançar um disco com reconhecimento internacional, isto muito antes de muitas bandas conhecidas; O nome desta banda é III Milênio.
Um álbum conceitual, uma opera rock cantada em Português e sem querer soar como se estivessem cantando em Inglês, Rock nacional de verdade, os caras estavam fazendo um som progressivo com ótima sonoridade e com levadas de guitarras que esbarram no Heavy, quase um thrash domado com sonoridade clássica.
A
 banda lançou uma página no facebook para comemorar os 23 anos do
 lançamento mundial de Aliança dos Tempos - Ato I - Tawan e lançará em
 1 de dezembro de 2013 um blog (já em fase experimental)  com o
anúncio da NOVA OBRA ÉPICA da Casa de Aron, musical em dois atos
compostos com harmônicos"




6 comentários:

  1. O III Milênio é um clássico do rock progressivo mundial e pioneiro quando lançou a primeira ópera rock do Brasil. É uma banda incrível, com músicos excelentes e com uma proposta musical enigmática e arrebatadora. Espero ouvir um dia, algum outro trabalho dessa banda.

    ResponderExcluir
  2. Acredito também que o III Milênio tem condição de fazer um bom trabalho, algo pra esta época e com muita chance de um novo reconhecimento mundial e alcançando mais pessoas...e aqui também no Brasil

    ResponderExcluir
  3. Rock progressivo da melhor qualidade, os caras tocam e compõem muuuito!

    ResponderExcluir
  4. Brother, seu blog é muito louco! Curti muito! Eu tenho um também leia e associe ao seu: premissas de um bravo tempo (l
    á eu estou como long live rok n roll) Valeu, Robert

    ResponderExcluir
  5. Brother, seu blog é muito louco! Curti muito! Eu tenho um também leia e associe ao seu: premissas de um bravo tempo (l
    á eu estou como long live rok n roll) Valeu, Robert

    ResponderExcluir
  6. Valeu.
    Eu dei uma olhada de leve no seu blog, mas vou entrar novamente e vou colocar o link

    ResponderExcluir

O dia do ladrão Fui roubado, entraram na minha casa, quebraram o vidro e arrombaram um cadeado, já era previsto e tinha tirado já ...