Total de visualizações de página

domingo, 24 de outubro de 2010

O ARTESANATO ESTA PROIBIDO NA RUA TEODORO SAMPAIO

A feirinha da Rua Teodoro Sampaio, em Pinheiros acontece somente aos sábados, isto já há + ou - 10 anos, já virou tradição para o turismo da cidade. Turistas estrangeiros sempre frequentam a feirinha, já ficou comprovado que aos sábados as lojas no trecho entre a rua João Moura e Lisboa vendem mais, as pessoas que descem a Teodoro aos sábados "curtem " muito a rua, tanto que nas varias vezes que fomos proibidos de trabalhar  nós conseguimos mais de 4.000 assinaturas sem fazer muito esforço.A parte disto sempre buscamos a prefeitura, na gestão Marta,Serra e agora,Kassab para fazermos um trabalho melhor, para melhorar o que esta ruim, porque nós não temos poder para impor mais do que fizemos, na "garra" sem apoio municipal. Levamos a questão para a Câmara municipal, a prova é o projeto de lei 799/05 que passou por 5 comissões esta la agora parado esperando votação(o velho problema de sempre, não existe vontade politica para a sua aprovação, parece que querem deixar as coisas como estão: alguns grupos "mandando na arte e artesanato em SP" e milhares de artesãos espalhados pela cidade sem espaço para trabalhar, sendo humilhados pelo poder publico, desta vez pela Policia Militar) Também houve +  ou - 5 audiências publicas, ou seja tudo foi feito e explicado, agora para piorar eles nos mandam a Policia Militar para reprimir o trabalho e segundo o que um fiscal conversou com alguns artesãos era para que a gente fosse NOVAMENTE a subprefeitura pedir um outro lugar, ou seja deixar o local de trabalho de 10 anos para não vender nada, tendo começar tudo do zero numa praça  onde não vai ninguem( é sempre assim). É este o papel de uma Prefeitura? Sem querer usar coisas pessoais para se fazer de vitima é muito difícil para quem produz artesanato ficar saindo para reuniões interminavais que acabam dando nisto aí. Eu cuido sozinho da minha mãe de 82 anos com 3 derrames e agora auzaimer, e pra piorar ela atualmente esta com pouco movimento e esta difícil conseguir pessoas para ajudar, as vezes não posso fazer feira e agora terei novamente que dar um jeito para "mendigar um direito legitimo" que todo ser humano deveria ter sem problema algum, na câmara municipal e na Subprefeitura. Será que de onde vem estas ordens estas pessoas que estão confortavelmente sentadas e ganhando muito bem, salários pagos com impostos arrecadados do  POVO, INCLUSIVE ARTESÃOS, TEM a noção do estrago que faz na vida das pessoas?
Todo artista de rua ou artesão que quiser ajudar compareçam na Câmara Municipal de SP dia 26 as 10:00 hs e quem puder divulguem esta noticia, vamos levar este caso para imprensa, grupos de direitos humanos e grupos e ONGS internacionais.  Vamos contar esta terrível historia que esta acontecendo numa das maiores cidades do mundo e num país que muitos se orgulham quando abrem a boca para dizer a palavra DEMOCRACIA.
Vanderlei Prado
Como eu havia colocado, estou já fazendo varios contatos com organizações de direitos humanos 
Logo estarei colocando uma lista para quem precisar
Este caixote foi usado para pegar parte das 4.000 assinaturas nas ultimas repressões













MOVIMENTO CULTURA LIVRE
O pessoal do MCL(MOVIMENTO CULTURA LIVRE), NO DIA 26/10/05 Foram até a Câmara Municipal de São Paulo, no gabinete da vereadora e agora eleita Deputada Federal, para reclamar da proibição do trabalho aos sábados. A sua assessora em nome da Mara, que já vem ajudando os artesãos nestes anos todos, ficou de encaminhar o nosso pedido para a vereadora e por enquanto estamos aguardando.
Hoje, dia 27/10/05 o pessoal do MCL, artesãos da Teodoro, foram a Defensoria Publica fazer reclamação sobre a proibição do nosso trabalho na feirinha aos sábados.
Passamos pela triagem e agora temos que retornar amanhã para prosseguir nos tramites. Qualquer noticia, colocarei no blog.

Mais noticias sobre a Feirinha da Teodoro, entre em http://feirinhadateodoro.blogspot.com/

Um comentário:

  1. infelismente mais uma repressão na feira da teodoro sampaio

    ResponderExcluir