quinta-feira, 31 de março de 2011

O grande teatro da morte



Um assunto evitado; a morte, como se nunca fosse chegar, não queremos nem pensar no assunto,vamos adiando este confronto final, chega até parecer que somos imortais. Eu não vou morrer! Vou ser resgatado por uma nave luminosa e quando eu perceber o que esta acontecendo, já estarei em outro planeta, alguns trilhões de anos luz, um planeta cheio de cores , bandas de rock e todas as mulheres inatingiveis que passaram rapidamente pelo meu campo visual e mental, me deixando com aquela sensação ruim de ...eu quero isto!mas já foi...
Agora, caso não tiver jeito, nenhuma nave, nenhuma solução, terei que enfrentar todo o ritual calado e fechado, talvez até lacrado e com todas aquelas pessoas falando, contando as suas histórias, algumas até demonstrando mais que as outras o quanto estão sofrendo, o quanto foram seu amigo, você vira Santo, pessoa com tantas qualidades...Tem aquelas pessoas que ficam forçando e bancando o engraçadinho, sorrindo, querendo dizer que esta tudo bem; - Ele só morreu pessoal! Agora uma coisa é certeza e até confortador; nenhuma divida mais pra pagar, não mais filas intermináveis, medo de ser assaltado, não mais preocupação com o preço do feijão, não precisara se frustrar mais com a inutilidade do seu voto... e por aí vai... adios mundo CRUEL! Outra coisa também tenho certeza, caso existir vida depois da morte, eu não quero voltar pra este planeta novamente, tentarei burlar  o ministério dos assuntos para reencarnações, vou tentar seguir simplesmente planando sem prazo definido para aterrizagem.

Ramones: Pat Sematary



Nenhum comentário:

Postar um comentário

O dia do ladrão Fui roubado, entraram na minha casa, quebraram o vidro e arrombaram um cadeado, já era previsto e tinha tirado já ...